UFC retira cinturão de Jon Jones e devolve a Cormier

Daniel Cormier volta a ser considerado campeão do UFC – Diego Ribas

O UFC anunciou grandes mudanças na categoria dos meio-pesados (93 kg) na noite desta quarta-feira (13). Após ser informado pela Comissão Atlética da Califórnia de que a vitória de Jon Jones sobre Daniel Cormier havia sido anulada, a organização do torneio decidiu retirar o cinturão de Bones e devolvê-lo a DC. O comunicado oficial foi divulgado no site do evento.

“O UFC foi informado nesta quarta-feira que o resultado da luta do UFC 214 entre Jon Jones e Daniel Cormier, em 29 de julho, foi revogado pela Comissão Atlética do Estado da Califórnia. A decisão muda a vitória de Jones para um “no contest” após uma possível violação da Política Antidopagem decorrente de uma amostra coletada após a pesagem de Jones em 28 de julho de 2017. Como esta foi uma luta pelo título, Cormier será reintegrado como campeão dos pesos-meio-pesados do UFC”, diz o comunicado.

Jon Jones havia vencido Daniel Cormier por nocaute no terceiro round do UFC 214. No entanto, dias após a conquista, a USADA (agência norte-americana antidopagem) informou que Bones havia sido flagrado em exame feito um dia antes do evento para a substância Turinabol, um esteroide que aumenta a performance do atleta.

Também nesta quarta foi revelado o resultado da contraprova que comprovou o doping do até então campeão. Como a comissão declarou o resultado do confronto como ‘no contest’ (sem resultado, em inglês), o cinturão foi retirado de Jones.

Aos 38 anos, Daniel Cormier só teve duas derrotas em sua carreira – as duas para Jon Jones. Com a mudança, agora DC conta com um cartel de 19 vitórias, um revés e uma luta sem resultado. O campeão conquistou o cinturão dos meio-pesados em maio de 2015, exatamente depois de Bones ter seu título cassado pela primeira vez.

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *