Treinador pede R$ 48 milhões para Tyron Woodley x Nate Diaz sair do papel

Nate Diaz perdeu para Conor McGregor em sua última luta no UFC – Diego Ribas

Sem lutar desde agosto de 2016, Nate Diaz viu seu nome envolvido em rumores de que ele faria um duelo contra Tyron Woodley pelo título dos meio-médios (77 kg) no UFC 219, evento marcado para o próximo dia 30 de dezembro, em Las Vegas (EUA). Contudo, ao que parece, esse duelo não sairá do papel. Pelo menos, é isso o que garante o treinador do americano.

Durante uma entrevista para a rádio ‘Submission Radio’, Richard Perez deixou claro que o Ultimate não quer pagar ao pupilo o salário que eles estão pedindo. E, por isso, o treinador acredita que Nate pode esperar um pouco mais e buscar um duelo mais vantajoso financeiramente.

“O UFC não quer dar a grana para o Nate. Você sabe, por causa do que o Woodley está tentando fazer. Ele está tentando elevar o seu nome e quer lutar com os melhores, por isso ele quer enfrentar o Nate. Mas o UFC não quer pagar o Nate, então para que lutar contra ele? Podemos lutar contra o McGregor no lugar”, afirmou, antes sugerir que Nate deveria receber nada menos que 15 milhões de dólares (cerca de R$ 48,5 milhões) por sua próxima apresentação.

“Quinze milhões de dólares, fácil. Ele é uma estrela agora. O McGregor foi suspenso, não pode nem lutar no moento. E o Woodley está tentando lutar com todo mundo. Ele diz que o McGregor não quer enfrentá-lo, que o BJ Penn não quer enfrentá-lo. […] Ele tem o cinturão… E daí? O cinturão não significa mais nada. O que vale é quem você enfrentará se quiser fazer uma boa grana”, declarou.

Em 2016, Nate enfrentou McGregor em duas oportunidades, acumulando uma vitória e uma derrota contra o irlandês. Essas foram as últimas vezes que o americano pisou no octógono do maior evento de MMA do mundo.

Conor McGregor é o atual campeão peso-pena (66 kg) do UFC e, com mais visibilidade do que nunca, se tornou também um atrativo para grandes confusões. Sempre disposto a provocar e a travar uma guerra de nervos com os rivais, o irlandês parece pronto, também, para se tornar o lutador mais polêmico da historia. Confira o TOP 10 de confusões de Conor McGregor- Diego Ribas
Bom, seria impossível começar essa lista sem lembrar que Conor, até então estrela principal do UFC 200, se recusou a participar de uma coletiva de imprensa e foi retirado do card. A polêmica rendeu uma bela dor de cabeça ao evento que precisou correr atrás e contar com a sorte para contar com Jon Jones x Daniel Cormier como grande substituto para o main event da noite - Diego Ribas
Conor McGregor enfrentará Eddie Alvarez no UFC Nova York - Diego Ribas
Coletiva de imprensa, cinturão em jogo, todos os olhares para ele e o que Conor faz? Se veste como um conhecido traficante preso recentemente e ainda posa para as câmeras como se nada tivesse acontecido - Diego Ribas
Enquanto se preparava para encaraar José Aldo, Conor, em conversa com o site TMZ, afirmou que bateria Jesus (sim, isso mesmo) caso eles se cruzassem no octógono. Rapidamente, o nome do irlandês se tornou alvo de críticas... - Erik Engelhart
Pouco tempo depois, Conor, ao ser questionado sobre tal declaração, disse que se dava bem com Jesus e com todos os deuses, já que "Deuses reconhecem Deuses". Imediatamente, o irlandês foi critiado por comunidades religiosas nos EUA - Diego Ribas
Em coletiva de imprensa para o duelo contra Aldo, que acabou adiado posteriormente, Conor "roubou" o cinturão do brasileiro na frente de seus fãs em Dublin (Irlanda), o que deixou todos surpresos com tamanha audásia - Divulgação UFC
McGregor e Faber se desentenderam nos bastidores do UFC 189 em vídeo que rodou o mundo e colocou em cheque o nível de concentração do atleta que tira todos do sério, mas que não receberia provocações da mesma forma - Reprodução
No meio de tantas provocações, sobrou também para a academia Kings MMA, que foi criticada e xingada por Conor como forma de atingir Rafael dos Anjos, campeão peso-leve (70 kg) que treina na equipe. Mas, claro, todos os parceiros de treino do brasileiro se revoltaram com a postura do atleta... - Diego Ribas
Conor McGregor já atuou várias vezes em Las Vegas - Diego Ribas
Posar para uma foto com capuz e armado e ainda por cima compartilhar isso com os fãs. Quem faria isso e ainda se surpreenderia quando a polícia irlandesa cobrasse esclarecimento sobre a origem da arma? - Instagram

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *