“Quebrado”, Diaz reclama: “Recebo menos do que as ring girls”

Nate Diaz é o mais novo lutador do UFC a se mostrar insatisfeito com os salários que a organização oferece a seus atletas. Sem lutar desde novembro do ano passado, quando nocauteou Gray Maynard no TUF 18 Finale, e sem perspectiva de retorno, Nate usava parte de seu tempo para publicar no Twitter mensagens que mostravam seu descontentamento com o Ultimate, como quando pediu para ser demitido. Agora, o peso-leve reclama de maneira aberta sobre como o UFC não paga o salário que ele acredita merecer.

Em entrevista ao portal “MMA Fighting”, Nate desabafou sobre a situação atual de seu relacionamento com o Ultimate, e disse que se sente desvalorizado pelo evento, já que outros lutadores faturam mais do que ele.

“Meu contrato está uma bagunça. Quero receber como os outros lutadores, mas estou recebendo trocados. Estou no UFC há oito anos, nunca recusei uma luta, e é como se eu recebesse US$ 20 por hora de trabalho, e os outros recebem US$ 15 mil por hora. Não consigo sair para almoçar com meus parceiros porque se nós começamos a conversar sobre contratos, eu só tenho coisas amargas para dizer. Nós estamos entretendo artistas. Shaquille O’Neal, Justin Bieber e Lil’ Jon estão na plateia. Como nós vamos entreter bilionários sem receber m… nenhuma?”, disse Nate, que garante que só continua no MMA por conta do amor que tem pelo esporte.

“Meus parceiros ainda recebem uma bolsa de m…. Quanto a mim, eu não recebo m… nenhuma. Eu recebo US$ 60 mil (cerca de R$ 132 mil) de bolsa fixa e US$ 60 mil se vencer. Se eu estivesse fazendo isso pela fama, teria desistido há sete anos. Eu não posso dizer o quanto o meu irmão e o Gilbert (Melendez) ganham, mas eles recebem mais do que eu ganho para aparecer e vencer uma luta. Eu não posso lutar pelo dinheiro que eles estão me oferecendo. Pedi para ser demitido porque não posso lutar por isso”, afirmou.

Diaz ainda fica indignado porque, supostamente, as octagon girls e outros funcionários do UFC recebem salários muito mais altos do que alguns lutadores.

“Em qual outro esporte as líderes de torcida recebem mais que os atletas? Tenho certeza de que a Arianny Celeste, a Brittney Palmer, o Joe Rogan e o Bruce Buffer ganham mais do que eu. O UFC faz parecer que eu sou um milionário. Tenho uma família para alimentar. Minha mãe comprou uma casa e está trabalhando em dois empregos. Estou tentando dar um dinheiro para ela, mas estou tão quebrado quanto ela”, disse o lutador.

Nate afirma que assinou um contrato longo pouco antes de enfrentar o então campeão peso-leve Ben Henderson. Mesmo insatisfeito com os números do acordo, o americano o aceitou porque recebeu a garantia de que poderia renegociá-lo a qualquer momento. Quando teve a oferta para enfrentar o russo Khabib Nurmagomedov, Diaz achou que seria o momento certo de renegociar o contrato, mas teve o pedido negado pelo Ultimate.

“Eu estava negociando meu contrato três semanas antes da luta. Eles me fizeram assinar o contrato dizendo que eu poderia renegociar a qualquer momento. Pensei então que lutaria algumas vezes e depois reclamaria, porque não gostei desse contrato. Então eles me ligaram para oferecer a luta contra o Khabib, e eu disse que aceitava a luta se pudesse renegociar meu contrato. A partir daí tudo foi por água abaixo. Eles divulgaram que eu tinha recusado a luta, e eu nunca recusei. Eles tentaram me sujar”, declarou o americano, que ainda considera sair do UFC uma boa opção.

“Eu estou pronto para lutar, mas não pelo dinheirinho que eles estão tentando me dar. Eles podem me liberar ou podem me dar uma luta, mas me deixem fazer alguma coisa. Eles sabem que eu preciso ganhar dinheiro. Estou pronto para lutar amanhã. Se eles me liberarem, eu posso lutar em outro lugar e ganhar dinheiro. Se eles renegociarem, eu posso ganhar algum dinheiro, porque agora eu estou quebrado. Por algum motivo, a Receita Federal diz que eu estou devendo mais dinheiro do que tenho na conta agora, e eu pago todos os meus impostos”, afirmou.

Nate Diaz reclama do baixo salário que recebe do Ultimate – Divulgação/UFC

Nate Diaz reclama do baixo salário que recebe do Ultimate – Divulgação/UFC

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *