McGregor pode ter seu retorno ao UFC adiado após briga no Bellator; entenda

McGregor não luta pelo UFC desde 2016, quando venceu Eddie Alvarez – Diego Ribas

A confusão que Conor McGregor causou na última semana já trouxe consequências negativas ao atleta. Isso porque, aparentemente, o irlandês retornaria ao octógono na edição número 219 do show, marcada para o dia 30 de dezembro, para unificar o cinturão da categoria peso-leve (70 kg) contra Tony Ferguson. Mas devido à polêmica que o campeão linear se envolveu no Bellator 187, ele será impedido de atuar neste card. Ao menos foi o que garantiu Mike Mazzulli, presidente da Associação de Comissões de Boxe.

Na última sexta-feira, ‘Notorious’ invadiu o cage para comemorar a vitória do seu companheiro de treino Charlie Ward. Acontece que o árbitro do confronto não aprovou a atitude do irlandês e o confrontou. Isso fez com que o atleta do UFC  atravessasse o recinto para empurrar a autoridade até que fosse retirado do local. De acordo com Mazzulli, o Ultimate não viu com bons olhos a briga entre McGregor e o juiz neste show.

“Eu estava em contato com alguns executivos do UFC umas duas horas depois do ocorrido e eles basicamente me disseram que isso era completamente inaceitável aos olhos deles e que fariam algo sobre isso. Eles falaram que o Conor McGregor estaria escalado para o card do dia 30 de dezembro, mas que ele não vai mais estar nele. Eu elogio o UFC por fazer algo em relação a isso. Por outro lado, eu ainda vou ver isso. Vou conversar com meu advogado quando eu voltar aos Estados Unidos e ver o que podemos fazer”, relatou Mazzulli, em entrevista para o programa ‘MMA Hour’.

A última vez que McGregor lutou pelo UFC foi em novembro de 2016, quando nocauteou Eddie Alvarez e conquistou o cinturão dos leves. Depois disso, o irlandês se aventurou nos ringues e desafiou Floyd Mayweather para uma superluta de boxe, mas acabou nocauteado no décimo assalto do confronto. A unificação do título diante de Tony Ferguson nunca chegou a ser confirmada pelo Ultimate.

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *