Marlon Moraes garante estar próximo de acerto, faz mistério e revela: “Quero UFC”

Marlon Moraes revelou que prefer lutar no UFC - Gabriel Monteiro

Marlon Moraes revelou que prefere lutar no UFC – Gabriel Monteiro

Convidado da organização do Brave 3 para ajudar na divulgação do show no último sábado (18), em São José dos Pinhais (PR), Marlon Moraes aproveitou para tirar dúvidas dos repórteres ávidos por detalhes de seus próximos passos. Ex-campeão peso-galo (61 kg) do WSOF, o carioca deixou o evento após o final de seu contrato e já negocia com outras organizações, embora não esconda sua preferência.

Com 13 vitórias seguidas, sendo 11 delas no WSOF, Marlon, parceiro de treinos de Frankie Edgar, Eddie Alvarez e Edson Barboza, garantiu que recebeu duas boas propostas e que está na fase final para decidir em qual evento defenderá sua sequência de triunfos. E essa escolha é a que garantirá o seu futuro pelos próximos anos.

“Está bem próximo, estou na expectativa. Mas não posso falar nada ainda. Acho que na próxima semana saberei o que fazer. São duas propostas e não posso falar porquê não sei. […] Desde que comecei a treinar no time do [Frankie] Edgar, o treino não para, a gente treina o ano inteiro. Tem que estar preparado sempre”, narrou em conversa com a reportagem da Ag. Fight.

Mas apesar do mistério, o peso-galo revelou a sua preferência. Com propostas do UFC e Bellator, o atleta de 28 anos parece já ter na cabeça o que deseja para sua próxima disputa em um cage de artes marciais mistas.

“A verdade é que eu quero lutar no UFC, sempre foi meu sonho. Mas quero chegar lá sendo respeitado por tudo o que eu já fiz. Sem sombra de duvidas eu preferiria o UFC do que o Bellator”, narrou.

Como ele próprio costuma dizer, a vontade do lutador de se colocar à prova a todo momento tem que ser balanceada com o entendimento do mercado que evolve o mundo do MMA. Afinal, com o crescimento dos pagamentos, nada mais justo do que garantir a sua fatia desse bolo. E nessa mesma batida, um campeão de verdade não se pode dar ao luxo de escolher oponentes.

“Tenho muitos amigos no UFC, mas sou profissional. Tenho filhos e família, sou profissional. Não tem um cara que eu diga que não vou lutar. Não vou lutar com meus parceiros de treino. De resto, luto com qualquer um”, finalizou.

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *