Mario Yamasaki reconhece erro durante luta no UFC Belém

Valentina Schevchenko venceu Priscila ‘Pedrita’ facilmente no UFC Belém – Inovafoto

O duelo entre Valentina Shevchenko e Priscila ‘Pedrita’ ainda dá o que falar. Depois de um verdadeiro massacre no octógono a favor da atleta do Quirguistão no último sábado (3), tanto o árbitro central do combate Mario Yamasaki como o treinador da brasileira foram criticados por deixarem a disputa continuar mesmo com o amplo domínio da vencedora. Discurso este que ganhou fôlego nesta segunda-feira.

Através de sua assessoria de imprensa, Mario Yamasaki reconheceu que poderia ter parado a luta antes, mas garantiu que a atleta, apesar da visível desvantagem no confronto, não parava de se mexer e tentava mostrar ação nos momentos de maior adversidade, o que o convenceu a permitir que a disputa não fosse interrompida.

No mesmo comunicado oficial, o árbitro, que não mencionou as intensas críticas que recebeu de Dana White, afirmou que demorou para interromper a disputa quando Pedrita bateu durante o estrangulamento. Alguns segundos depois, ela voltou a sinalizar em desistência, e foi quando o duelo chegou ao fim.

Confira o comunicado na íntegra:

“Durante o segundo round, sinalizei à atleta Pedrita que se ela não se movimentasse eu estaria parando a luta, e toda vez que eu iria parar eu sinalizava para ela e ela se mexia na tentativa de escapar dos golpes. Infelizmente, também não consigo controlar o número de golpes deferidos, novamente: enquanto a mesma busca uma reviravolta ela está no game.

Lutadores passam por períodos de muito esforço e dedicação para estarem lá. MMA é um esporte de contato e nenhum lutador gosta da luta interrompida sem a chance de reverter o resultado. Na minha visão permiti a Pedrita ser guerreira e continuar lutando, poderia ter parado a luta no segundo crucifixo ou na montada, mas ela se mexeu o tempo todo.

Reconheço também que deveria ter parado na primeira batida do mata-leão, e somente parei segundos depois. Quanto à opinião alheia, é de direito (novamente) emití-la”

Realizado nesse sábado (3) em Belém, o UFC Fight Night 125 aterrissou na capital paraense pela primeira e promoveu um evento que dificilmente será esquecido pelos brasileiros. Dos onze combates disputados na noite, os atletas da casa venceram nove e deram um show para os fãs presentes no Ginásio do Mangueirinho. Confira tudo o que aconteceu no espetáculo - Reprodução/Instagram
Deivesson Figueiredo derrotou Joseph Morales - Inovafoto
O brasileiro nocauetou o americano no segundo round da luta - Inovafoto
Iuri Marajó derrotou Joe Soto - Inovafoto
O brasileiro nocaeuteou o americano ainda no primeiro round - Inovafoto
Polyana Viana derrotou Maia Stevenson - Inovafoto
A brasileira finalizou a americana com um mata-leão no primeiro round do combate - Inovafoto
Alan 'Nuguette' venceu Damir Hadzovic - Inovafoto
O brasileiro levou a melhor na decisão unânime dos juízes - Inovafoto
Serinho Moraes derrotou Tim Means - Inovafoto
O brasileiro saiu com a vitória na decisão dividida dos juízes - Inovafoto
Thiago 'Marreta' derrotou Anthony Smith - Inovafoto
O brasileiro nocauteou o americano no segundo round - Inovafoto
Douglas Silva derrotou Marlon Vera - Inovafoto
O brasileiro saiu com a vitória na decisão dividida dos juízes - Inovafoto
Timothy Johnson venceu Marcelo Golm - Inovafoto
O americano superou o brasileiro na decisão unânime dos juízes - Inovafoto
Michel Prazeres derrotou Desmond Green - Inovafoto
O brasileiro levou a vitória na decisão unânime dos juízes - Inovafoto
Valentina Schevchenko venceu Priscila Cachoeira - Inovafoto
A atleta do Quirguistão finalizou a brasileira com um mata-leão no segundo round - Inovafoto
Lyoto Machida derrotou Eryk Anders - Inovafoto
O brasileiro levou a vitória na decisão dividida dos juízes - Inovafoto

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *