Jon Jones garante que duelo com DC será “divisor de águas em sua vida”

Jon Jones é ex-campeão dos meio-pesados (93 kg) do UFC – Diego Ribas

Jon Jones finalmente voltará ao octógono após mais de um ano afastado do UFC por ter sido flagrado no doping. O ex-campeão meio-pesado (93 kg) terá pela frente o atual dono do cinturão, Daniel Cormier, em confronto válido pelo UFC 214, a ser disputado em 29 de julho, em Anaheim (EUA). E Bones quer fazer dessa luta uma virada de chave na sua vida profissional.

Foi isso o que garantiu o próprio lutador americano em um vídeo publicado em sua conta no Instagram. Na gravação, Jones manda um recado aos seus torcedores, aos ‘haters’ e a todos os seguidores, deixando claro que está 100% focado e pronto para o duelo.

“Boa tarde a todos, este é o campeão dos meio-pesados Jon Bones Jones. Estou aqui apenas para dar um alô. E dar um rápido obrigado a todos os meus torcedores, todos os ‘haters’ e todos que estão empolgados para este evento. Quero que vocês saibam que me sinto bem, meu peso está baixo, meu espírito está alto e minha saúde está bem. Meu corpo está no lugar certo. Estou muito empolgado. Isso será um divisor de águas na minha vida E apenas queria agradecer a todos. Obrigado a todos e vejo vocês em poucas semanas”, disse Jones no vídeo.

Com 22 vitórias e uma derrota por golpe ilegal, Jon Jones é considerado um dos melhores atletas de MMA de todos os tempos. Será a segunda luta de Bones contra Cormier. Na primeira, ele levou a melhor por decisão unânime em janeiro de 2015.

Um vídeo publicado por ufc (@ufc) em

Uma vez por ano, desde 2012, o UFC organiza em Las Vegas (EUA) a famosa 'International Fight Week' que engloba, pelo menos, dois eventos na mesma semana. Contudo, as coisas nunca acontecem como planejado. Dessa vez, no dia do UFC 213, evento organizado no último sábado (8), Amanda Nunes passou mal, foi hospitalizada e retirada da luta principal do show. Infelizmente, esse não foi o único contratempo da semana mais importante do MMA no ano - Diego Ribas
O duelo entre Jon Jones e Daniel Cormier, marcado para o UFC 200 - principal evento da International Fight Week de 2016 - foi cancelado apenas dois dias antes do show depois que 'Bones' foi flagrado em um exame antidoping - Diego Ribas
Em 2015, José Aldo estava escalado para defender o cinturão peso-pena (66 kg) contra Conor McGregor. No entanto, após sofrer uma lesão na costela, o brasileiro foi obrigado a abandonar o combate e a companhia escalou Chad Mendes para lutar em seu lugar - Diego Ribas
Treinadores rivais no TUF 25, Cody Garbrandt e TJ Dillashaw estavam com duelo marcado para a final do reality show. Contudo, uma lesão sofrida pelo campeão peso-galo (61 kg) obrigou a companhia a cancelar o combate - Reprodução
Após o cancelamento da duelo contra Garbrandt, Dillashaw se ofereceu para descer de categoria e encarar Demetrious Johnson pelo cinturão dos moscas (57 kg). Mas não teve jeito, o 'Mighty Mouse' recusou o combate e o ex-campeão dos galos (61 kg) ficou de fora do evento - Diego Ribas
O duelo entre Donald Cerrone e Robbie Lawler, marcado para o UFC 213, foi adiado para o show de número 214 depois que o 'Cowboy' sofreu uma lesão que o impossibilitou de subir no octógono no último sábado - Diego Ribas
Escalada para enfrentar Aspen Ladd no TUF 25 Finale, Jessica Eye acabou ficando de fora do evento depois que sua adversária passou mal e foi retirada do card do show - Diego Ribas

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *