Holly Holm descarta possibilidade de voltar a lutar boxe

Holly Holm fez lutas como profissional de boxe até 2013 – Diego Ribas

Holly Holm se prepara para disputar o cinturão da divisão peso-pena (66 kg) contra a brasileira Cris ‘Cyborg’ no UFC 219, evento que acontecerá no dia 30 de dezembro, em Las Vegas (EUA). Ex-campeã mundial de boxe, a americana agora se enxerga uma atleta de MMA por definitivo e revelou que considera sua vida na nobre arte absolutamente encerrada, mesmo com a possibilidade de Dana White promover eventos da modalidade.

Profissional de boxe desde 2002, Holm acumulou 33 vitórias, duas derrotas e três empates. Apesar de um bom histórico nos ringues, a lutadora revelou que, por continuar lutando, não se considera aposentada por total. No entanto, em conversa com jornalistas durante o UFC 218, evento que aconteceu nesse sábado (2), a próxima desafiante de ‘Cyborg’ afirmou não se sente mais motivada para retornar ao boxe.

“Eu não quero mais boxe. Eu não tenho mais paixão e não pretendo voltar. Talvez seja porque eu ainda estou lutando, então eu não me sinto como uma aposentada [do boxe]”, analisou a atleta.

“Quando a luta acabou, foi lindo. Foi na minha cidade e eles me deram um lindo buquê. E eu só pensava: ‘Mal posso esperar para tirar os meus sapatos de boxe’. E foi isso. Me pergunto se vou querer lutar de novo. E não quero. Não é porque não amo boxe, porque eu amo. Fiz isso por 10 anos profissionalmente. Eu só tenho outra motivação na minha carreira”.

Prestes a ter uma nova oportunidade para conquistar um título no UFC, a americana afirmou que se considera um tipo de adversária que ‘Cyborg’ nunca enfrentou. Para Holm, as suas habilidades farão com que seja o desafio mais difícil de toda a carreira da brasileira, que fará sua primeira defesa de cinturão no octógono.

“Eu sinto que sou a sua oponente mais difícil. Em todos os sentidos. Ela lutou com uma lutadora que tem um bom jogo de chão. Uma lutadora com um bom jogo de clinch. Mas com toda a minha experiência, sinto que sou alguém que ela nunca enfrentou antes. E é por isso que vai ser diferente”, prometeu a ex-pugilista.

Holm conquistou o seu primeiro cinturão do UFC em 2015, no mesmo ano em que estreou na maior organização de MMA do mundo. Com o título da categoria peso-galo (61 kg) em mãos, a americana não conseguiu ser bem-sucedida em sua defesa e acabou finalizada por Miesha Tate. A luta contra ‘Cyborg’ será sua segunda atuação como peso-pena no Ultimate.

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *