Top 10 vira-casaca! Confira quem trocou o UFC pelo Bellator

Aos poucos, o Bellator se firmou como uma das grandes potências entre os torneios de MMA do mundo e é visto, atualmente, como o maior rival do Ultimate. E o crescimento exponencial da organização não passou despercebido pelos lutadores do UFC. Cada um com o seu motivo, lendas do esporte, promessas e ex-campeões engrossam a lista de atletas que deram adeus ao octógono rumo aos cages do Bellator - Divulgação/UFC
Após o término do seu contrato com o Ultimate, Tito Ortiz se aposentou do MMA em julho de 2012. No entanto, pouco menos de dois anos depois, o ex-campeão do UFC anunciou o retorno aos cages e a ida para o Bellator. O americano fez quatro lutas na organização antes de se afastar novamente do esporte em janeiro passado - Diego Ribas
Depois de se aposentar do esporte em 2014, Wanderlei Silva conseguiu a liberação do seu contrato com o UFC. Sem lutar desde março de 2013, o 'Cachorro Louco' assinou contrato com o Bellator e está escalado para enfrentar Chael Sonnen em junho - Divulgação
Em setembro passado, Chael Sonnen conseguiu a liberação de seu contrato com o UFC - depois de cumprir dois anos de suspensão pelo flagra em múltiplos exames antidoping - e assinou com o Bellator. Em sua estreia na companhia, o americano foi finalizado por Tito Ortiz. Agora, o veterano está escalado para enfrentar Wanderlei Silva no evento de número 180 - Jéssica Portassio
Em novembro de 2015, Benson Henderson fez sua última luta pelo UFC e decidiu não renovar com a companhia e assinou com o Bellator. Desde que foi contratado pela organização, o americano fez três apresentações e acumulou uma vitória e duas derrotas - Erik Engelhart
Quinton Jackson trocou o Ultimate pelo Bellator em 2013 e já fez quatro lutas na companhia - venceu todas. Em 2015, 'Rampage' esteve de volta ao octógono mas, após uma briga judicial que quase tirou o atleta do duelo contra Fábio Maldonado, o americano retornou para o maior rival do UFC - Divulgação
Contratado pelo UFC em 2010, Rory MacDonald fez a última luta do seu contrato com a companhia em junho passado, quando foi derrotado por Stephen Thompson. Pouco mais de dois meses depois, o canadense assinou com o Bellator e fará a sua estreia na organização em maio diante de Paul Daley - Reprodução
Após assinar um acordo para romper o seu contrato com o UFC, Michael McDonald acertou a sua ida para o Bellator nos últimos dias. A última luta do americano aconteceu em julho passado quando ele foi nocauteado por John Lineker - Divulgação
Sem vínculo com o UFC desde janeiro de 2015 quando fez a última luta pela companhia, Phil Davis assinou contrato com o Bellator apenas três meses depois. Até o momento, o americano está invicto na organização, tendo vencido todos os quatro duelos que disputou - Erik Engelhart
Ao terminar o seu contrato com o Ultimate em janeiro de 2016, Matt Mitrione assinou com o Bellator em março do mesmo ano. Desde então, o americano venceu as duas lutas que fez por nocaute e terá pela frente um dos maiores desafios da carreira diante de Fedor Emelianenko no show de número 180 da companhia - Divulgação
Depois de mais de sete anos atuando no UFC, Cheick Kongo trocou a companhia pelo Bellator em 2013. O francês já fez dez apresentações na companhia e acumulou oito vitórias - Divulgação/UFC

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *