Top 10! Relembre carreiras que ficaram estagnadas após derrotas em revanches

Se perder no MMA já é uma situação no mínimo desagradável, imagine ser derrotado duas vezes pelo mesmo adversário em uma disputa de cinturão. Esta situação incômoda foi vivida por diversos atletas de ponta no esporte, e normalmente culmina com uma estagnação temporária de suas carreiras, já que uma trilogia contra seus algozes perde em apelo. Por isso, a Ag. Fight te mostra 10 atletas que ficaram sem perspectivas de título após serem superados em revanches – Diego Ribas
O caso mais recente é o de Daniel Cormier, atleta que se apresentava como um campeão dominante até perder novamente para Jon Jones no último sábado (29). Com a nova derrota, 'DC' fica temporariamente fora dos planos para uma nova disputa de título - Diego Ribas
Miesha Tate é o típico caso de atleta que finalmente conseguiu seu lugar ao Sol no Ultimate após uma derrota para sua maior rival no esporte. Com os dois reveses que acumulava para Ronda Rousey, 'Cupcake' dificilmente enfrentaria a loira novamente em uma disputa de título. No entanto,a sorte brilhou para a americana quando a judoca foi destronada por Holly Holm, o que lhe garantiu a brecha para se tornar campeã do galos (61 kg) – Rigel Salazar
Considerado um dos atletas mais brutais do esporte devido ao poder de seus socos, Anthony Johnson ficou sem rumo após perder sua segunda luta para Daniel Cormier em combate válido pelo título, e inclusive anunciou sua aposentadoria dos octógonos – Diego Ribas
Claúdia Gadelha já disputou o cinturão peso-palha em duas oportunidades, e em ambas foi derrotada por Joanna Jedrzejczyk, sua única algoz no esporte. Com isso, a própria brasileira sabe que uma trilogia contra a polonesa não seria ideal no momento – Rigel Salazar
Ex-campeão peso-leve (70 kg) do UFC, Frankie Edgar passou os últimos anos ofuscado por José Aldo, brasileiro que o derrotou duas vezes na disputa pelo cinturão dos penas (66 kg). E comprovando essa tese, o americano finalmente deve ser o próximo a disputar o título - e isso apenas porque o 'Campeão do Povo' foi destronado por Max Holloway – Gabriel Monteiro Torres
Júnior 'Cigano' viu sua carreira entrar em declínio após ser derrotado duas vezes seguidas para Cain Velasquez em disputas de cinturão. Seu nome só voltou a ser mencionado como um prospecto ao título após o americano de ascendência mexicana ser derrotado e perder o posto de campeão - Reprodução/ site UFC
Ex-campeão do TUF, John Dodson estava em plena ascensão no UFC até cruzar com Demetrious Johnson. Desde então foram duas derrotas em disputas pelo cinturão dos moscas (57 kg), fatos que fizeram inclusive com que ele abrisse mão do título ao subir de categoria de peso - Reprodução
Atual primeiro colocado na divisão peso-mosca (57 kg) do UFC, Joseph Benavidez até tenta cavar uma trilogia contra Demetrious Johnson, o atual campeão, mas vê as suas duas derrotas o levarem para a direção contrária da do título - Diego Ribas
Ben Henderson é ex-campeão peso-leve (70 kg) do WEC e do UFC, e em ambas perdeu o cinturão para Anthony Pettis. Desde sua derrota mais recente para o seu rival, o americano viu sua carreira entrar em declínio e optou por deixar o Ultimate rumo ao Bellator - Divulgação/UFC
Urijah Faber é um dos atletas mais renomados do MMA norte-americano, mas viu sua carreira estagnar após ser derrotado pela primeira vez por Dominick Cruz. O loiro até chegou a vencer o primeiro combate entre eles, mas na trilogia sofreu outro revés e desde então, perto dos 40 anos, decidiu pendurar as luvas - Diego Ribas

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *