Reinado! Confira 10 dos lutadores de MMA mais dominantes da história

No último sábado (29), Jon Jones nocauteou Daniel Cormier após um ano afastado do octógono em função de uma suspensão e confirmou o que muitos já diziam: é um dos lutadores mais dominantes da história. Com 23 vitórias e apenas uma derrota no cartel - que, inclusive, aconteceu por desqualificação -, 'Bones' chegou a fazer oito defesas de cinturão consecutivas antes de perder o título em função de problemas com a Justiça Americana. Assim como o americano, outros, antes dele, também tiveram anos de glória. Confira nove atletas que, assim como o campeão meio-pesado (93 kg), passaram anos no topo - Diego Ribas
Anderson Silva ainda é o maior nome da história dos pesos-médios (84 kg) do UFC. De 2006 à 2012, o 'Spider' reinou na categoria, defendeu o cinturão por 10 vezes consecutivas, além de vencer 17 lutas seguidas - Diego Ribas
Considerado por muitos o maior peso-pesado de todos os tempos, Fedor Emelianenko é dono de um cartel de dar inveja. Desde que começou a lutar em 2000 até o ano de 2010, o russo perdeu apenas uma luta, venceu nomes como Rodrigo 'Minotauro', Mirko 'Cro Cop' e Mark Coleman, e reinou no extindo Pride - Divulgação
Com apenas duas derrotas na carreira nova defesas consecutivas de cinturão no UFC, Georges St-Pierre é simplesmente considerado o maior meio-médio (77 kg) de todos os tempos - Diego Ribas
Foram quase 10 anos invicto. De 2006 até 2015, José Aldo venceu 18 lutas seguidas, foi o último campeão do exinto WEC e conquistou o cinturão peso-pena (66 kg) do UFC, o qual defendeu seis vezes consecutivas até ser nocauteado por Conor McGregor - Felipe Castello Branco
Considerada por muitos a maior lutadora de todos os tempos, Cris 'Cyborg' possui apenas uma derrota na carreira - em sua estreia no MMA. Depois disso, foram 18 vitórias - 16 por nocaute - e uma luta sem resultado. Atual dona do cinturão peso-pena (66 kg) do UFC e ex-campeã do Strikeforce e do Invicta FC, a brasileira não perde uma luta há mais de 12 anos - Diego Ribas
Poucos lutadores subiram tantas vezes no cage de MMA quanto Matt Hughes. Com 45 vitórias e nove derrotas na carreira, o americano foi duas vezes campeão meio-médio (77 kg) do UFC, tendo sete defesas de título. Hall da Fama do UFC, o ex-atleta é dono de triunfos memoráveis em cima de nomes como Georges St-Pierre, BJ Penn, Renzo Gracie e Royce Gracie - Divulgação UFC
Desde que estreou no MMA em 2011 até o ano de 2015, Ronda Rousey venceu todas as 12 lutas que disputou e foi campeã peso-galo (61 kg) do Strikeforce e do UFC. 'Rowdy' é apontada como uma das maiores lutadoras da história - Diego Ribas
Lutadora de MMA desde 2012, Joanna Jędrzejczyk nunca perdeu uma luta, tendo vencido todos os 14 combates que disputou. A polonesa conquistou o cinturão peso-palha (52 kg) do UFC em 2015 e, desde então, já fez cinco defesas seguidas de título - Diego Ribas
Em setembro de 2012, Demetrious Johnson conquistou o cinturão inaugural peso-mosca (57 kg) do UFC. Desde então, o americano não perdeu uma luta e, com 10 defesas de cinturão consecutivas, igualou o recorde de Anderson Silva - Diego Ribas

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *