Banho de água fria! Confira dez lutas canceladas que frustraram os fãs de MMA

Após mais de três anos afastado do octógono, Georges St-Pierre anunciou o seu retorno ao UFC e foi escalado para encarar Michael Bisping em um duelo valendo o título dos pesos-médios (84 kg). Contudo, depois de diversas reclamações de todas as partes possíveis devido aos constantes adiamento do confronto, Dana White cedeu e cancelou a luta entre os atletas, dando um verdadeiro banho de água fria nos fãs do canadense. Confira aqui outros combates cancelados que acabaram frustrando o público - Diego Ribas
A aguardada revanche entre Jon Jones e Daniel Cormier, marcada para o UFC 200, acabou cancelada depois que 'Bones' foi flagrado em um exame antidoping e suspenso por um ano dos cages de MMA - Diego Ribas
Treinadores rivais no TUF Brasil 3, Wanderlei Silva e Chael Sonnen protagonizaram diversas polêmicas durante a gravação do reality show. Escalados para se enfrentarem ao final do programa, o duelo foi cancelado depois que o brasileiro rodou em um exame antidoping - Divulgação
Marcada para o UFC 196, a revanche entre Fabrício Werdum e Cain Velasquez foi cancelada depois que o americano sofreu uma lesão nas costas - Reprodução
Marcado para o UFC 189, o duelo entre José Aldo e Conor McGregor teve que ser adiado depois que o brasileiro quebrou um costela durante um treino - Diego Ribas
Na véspera do UFC 209, a luta mais aguardada do card, entre Khabib Nurmagomedov e Tony Ferguson, que valeria o cinturão interino dos pesos-leves (70 kg), acabou cancelada depois que o russo passou mal durante o corte de peso - Diego Ribas
Em 2012, Vitor Belfort estava escalado para uma revanche contra Wanderlei Silva, mas uma lesão na mão do 'Fenômeno' acabou forçando a sua retirada do combate - Florian Sädler
TJ Dillashaw e Renan Barão estavam escalados para se enfrentarem no UFC 186, contudo o americano foi obrigado a abandonar o combate depois de quebrar um costela - Reprodução
Conor McGregor enfrentaria Rafael dos Anjos no UFC 196, em duelo que valeria o cinturão dos pesos-leves (70 kg). Contudo, após uma lesão do brasileiro, o combate acabou cancelado - Felipe Castello Branco
Escalado para fazer a primeira defesa de cinturão no UFC 213 contra TJ Dillashaw, Cody Garbrandt já não sabe se terá condições de subir no octógono no próximo dia 8 de julho. Com uma lesão nas costas, 'No Love' atualmente está se recuperando na Alemanha - Reprodução

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *