Filho de McGregor rouba a cena em encontro com a imprensa antes da superluta

O campeão do UFC levou Conor Jack McGregor para a academia do UFC – Diego Ribas

O treino aberto de Conor McGregor, realizado nesta sexta-feira (11) em Las Vegas (EUA), contou com uma presença ilustre. Depois de terminar as sessões de manoplas e exercícios e se arrumar para conversar com a imprensa, o lutador irlandês trouxe seu filho para conhecer rapidamente as estruturas do UFC, que em sua nova sede abriga academia e um centro de treinamento para os atletas da organização. E foi lá que ele comandou o show.

Com meia hora de atraso, o irlandês se apresentou com o roupão que ganhou da designer italiana Donatella Versace e, sem nenhuma pressa aparente, enfaixou as mãos cuidadosamente diante do amontoado de jornalistas presentes a sua volta, que em certos momentos faziam lembrar o tumultuado treino aberto de Floyd Mayweather – rival de Conor para a grande superluta de boxe do dia 26 de agosto.

Na sequência, o campeão peso-leve (70 kg) do UFC adentrou no ringue com o logo de sua empresa de agenciamento – McGregor Sports & Entertainment – e iniciou a série de movimentação que, com passos menos angulados e combinados, lembrando o ritmo de um carateca, se distanciaram do clássico caminhar pugilístico apresentado por Mayweather um dia antes à imprensa internacional.

Conor McGregor deu seu show habitual diante da imprensa internacional – Diego Ribas

Mas foi na hora de golpear os sacos de areia que Conor mostrou o poder de envergadura aliada aos ataques secos e precisos. Claramente maior e mais pesado que o rival americano, o irlandês parece ter trabalho em cima da possibilidade de, com a força física a seu favor, imprimir pressão no oponente à base de ataques de encontro.

Calmo e sorridente, ‘The Notorious’ indicava com antecedência cada uma de suas mudanças nas séries, sob olhar atento de seus companheiros de treino, e fazia questão de assegurar que a imprensa teria seu momento para tirar fotos e encontrar ângulos suficientemente bons de seu treinamento.

Conor McGregor encara Floyd Mayweather no próximo dia 26 de agosto – Diego Ribas

Em certo momento, o irlandês sentou na beira do ringue e concedeu uma prévia da entrevista coletiva, quando pode demonstrara confiança de costume mesmo diante do maior desafio de sua carreira. Aos 29 anos, o atleta fará uma superluta de boxe que lhe garantirá mais dinheiro que ele já tenha recebido ao longo de sua carreira como um todo. Para isso, porém, ele terá que medir forças, logo em sua estreia no boxe profissional, contra o invicto Floyd Mayweather, de 40 anos, que soma incríveis 49 triunfos nos ringues.

A superluta de boxe está marcada para o dia 26 de agosto, no ginásio T-Mobile Arena, em Las Vegas. Estima-se que o duelo, apontado como potencial quebrador de recordes de pay-per-view, possa girar mais de 500 bilhões de dólares com os direitos de transmissão.

A prática que envolve drásticos cortes de peso por parte dos atletas nos dias que antecedem os eventos de MMA ainda é uma constante no esporte, mas aos poucos alguns competidores dão amostras de que esse sacrifício nem sempre vale a pena, e Rafael 'Dos Anjos' é um exemplo claro disso. Afinal, após perder duas lutas seguidas entre os leves (70 kg), ele optou por subir de categoria e já figura entre os 10 melhores da divisão dos meio-médios (77 kg). Por isso, a Ag. Fight te mostra outros nove atletas que se deram bem após mudarem de ares - Florian Sadler
Charles 'Do Bronx' alternou vitórias e derrotas na divisão dos penas do UFC (66 kg) nos últimos anos. No entanto, após não bater o peso em seu antepenúltimo combate, o brasileiro foi intimado a subir de divisão. E ao contrário do que se poderia imaginar, a mudança foi um sucesso e ele finalizou Will Brooks, promessa que estreava no Ultimate, ainda no assalto inicial - Jéssica Portassio
Natural da categoria dos leves (70 kg), Alex 'Caubói' Oliveira até perdeu em sua estreia entre os meio-médios (77 kg), mas desde então acumula cinco lutas sem perder. E tal retrospecto faz com que o brasileiro ocupe a 14° posição do ranking da divisão - Marcel Alcântara
Donald Cerrone, também conhecido pelo apelido 'Cowboy', conseguiu manter bom nível de competitividade desde que subiu para os meio-médios (77 kg). Nem mesmo a derrota para o ex-campeão Robbie Lawler minimiza o seu sucesso, já que ele ainda ocupa a 6° colocação no ranking da categoria - Diego Ribas
Desde que subiu para a divisão dos galos (61 kg), Lineker se manteve em alto nível e chegou a alcançar a marca de quatro vitórias consecutivas. Por isso, ele é o atual 5° colocado do ranking da divisão - Diego Ribas
Campeão do TUF (reality show do UFC), John Dodson construiu seu nome na organização competindo entre os moscas (57 kg). No entanto, após perder duas vezes na disputa pelo cinturão, ele subiu para os galos (61 kg) e já acumula duas vitórias e apenas uma derrota - Divulgação UFC
Kelvin Gastelum era um dos atletas mais promissores da divisão dos meio-médios (77 kg), mas seus problemas com a balança o guiaram rumo à divisão dos médios (84 kg). E o resultado não poderia ter sido melhor: apenas uma derrota em seus últimos quatro combates - Tobias Bunnenberger
Oriundo da divisão dos pesados, Daniel Cormier se credenciou como um dos meio-pesados (93 kg) mais dominantes da história do UFC. Desde que desceu para a nova divisão, ele foi campeão, competiu oito vezes e perdeu apenas em duas oportunidades, ambas para Jon Jones - Diego Ribas
Sensação dos médios (84 kg) do UFC, Robert Whittaker é originário da categoria dos meio-médios (77 kg). No entanto, foi após subir de divisão que o atleta atingiu seu grande objetivo na organização: conquistar o título do Ultimate, ainda que este seja interino - Diego Ribas
Único campeão peso-mosca (57 kg) da história do UFC, Demetrious Johnson é o atual recordista de defesas de cinturão da companhia - ao lado de Anderson Silva. Exceção neste lista, é difícil associá-lo à categoria dos galos (61 kg), divisão em que começou sua trajetória no Ultimate e onde não foi campeão - Diego Ribas

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *