Ex-campeão cobra do UFC menos atenção e poder a Dana White

Luke Rockhold reclamou do foco dado a Dana White pelo UFC – Florian Sädler

Quando se fala de UFC, além dos vários atletas e alto nível, pode vir no imaginário do fã de luta a figura de Dana White. E esse foco dado ao presidente do maior torneio de MMA do mundo parece ter tirado Luke Rockhold do sério. De acordo com o ex-campeão dos médios (84 kg), o mandatário da organização não é rentável e, por isso, é um desperdício colocar as suas energias em alguém que “não vende pay-per-views”.

Para o americano, o UFC tem se afastado da sua fórmula de sucesso e desperdiçado tempo focando em White, que não é quem rende dinheiro para a maior organização de MMA do mundo. Em entrevista ao programa ‘MMA Hour’, o americano reclamou de todo o investimento feito em torno da imagem do presidente do Ultimate.

“Eu não consigo entender o que eles pensam. Eles claramente não sabem o que estão fazendo. Eles não estão seguindo o método que construiu essa empresa. Invistam nos lutadores. Sem ofensas, mas o seu investimento não deve ser em Dana White. Dana White não vende pay-per-views. Você tem a série do Dana White. Invista nos lutadores e o problema vai ser resolvido. Você vai bater suas próprias marcas, vender pay-per-views e fazer o que tem que fazer. Precisa focar”, opinou o ex-campeão dos médios.

Desde a derrota de Michael Bisping para Georges St-Pierre na luta principal do UFC 217, que aconteceu no dia 4 de novembro, a divisão dos médios ficou com o futuro incerto. Com a consagração de um novo campeão, era esperado que o canadense voltasse ao octógono como um peso-médio para enfrentar Robert Whittaker e unificar a divisão. Mas a incerteza da permanência do canadense na categoria tem irritado Rockhold, que se queixou da situação amarrada entre os lutadores.

“Por quanto tempo eles se arrastam nisso? Isso tem se arrastado para sempre. Quer dizer, você quer fazer um novo cinturão interino? Faça um novo cinturão interino e eu luto com o Yoel. Vamos fazer isso, se todo mundo vai ficar amarrado, vamos fazer esses cinturões interinos. Vamos lá, eu e o Yoel”, pediu o americano.

A última atuação de Rockhold no octógono foi em setembro passado, quando finalizou David Branch. O americano conquistou o cinturão dos médios em 2015, mas acabou destituído ao ser nocauteado por Michael Bisping em sua primeira defesa.

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *