Dana White e McGregor chegam a acordo por luta com Mayweather

Dana White e McGregor fecharam um acordo para a luta – Diego Ribas

O que durante meses foi tratado como especulação e depois passou a ser oficialmente negociado, agora é realidade. Conor McGregor chegou a um acordo com o UFC para enfrentar Floyd Mayweather em uma luta de boxe. Foi isso que garantiu o presidente do Ultimate, Dana White, na noite dessa quarta-feira (17).

Em conversa com a emissora TNT, após a partida da NBA entre Cleveland Cavaliers e Boston Celtics, o dirigente garantiu que não há mais pendências do seu lado para que o duelo saia do papel. Ainda assim, ele ressaltou que ainda resta esperar por Mayweather para oficializar a peleja.

“O lado do McGregor está feito. Eu vou começar a trabalhar o lado do Mayweather agora. Eu tenho um lado feito, agora é hora de trabalhar o outro. Se nós podermos voltar com um acordo com Al Haymon e Mayweather, a luta vai acontecer”, afirmou o dirigente.

Pouco tempo depois do anúncio de Dana White, o próprio Conor McGregor emitiu um comunicado em seu site oficial reforçando que o acordo estava firmado com a organização. O irlandês classificou o contrato como “histórico”.

“É uma honra assinar esse acordo recorde ao lado dos meus parceiros Zuffa LLC, The Ultimate Fighting Championship e Paradigm Sports Management. A primeira e mais importante parte desse histórico contrato está oficialmente assinada. Parabéns a todas as partes envolvidas. Agora nós esperamos Al Haymon e seu atleta (Mayweather) assinarem nos próximos dias”, publicou o campeão dos leves (70 kg) do UFC.

McGregor não luta desde novembro do ano passado, quando venceu Eddie Alvarez e se tornou o primeiro atleta do UFC a ostentar dois cinturões de categorias diferentes ao mesmo tempo. Recentemente, o irlandês viu nascer o seu primeiro filho e agora pode focar completamente nos treinamentos para encarar Mayweather.

Conor McGregor fala muito, e vende bem. Mas, ao mesmo tempo em que se torna um produtivo atrativo para o UFC, o lutador coleciona rivais e desafetos em uma velocidade alucinante. Aos 26 anos, o irlandês, que parece sempre jogar no limite, fecha e abre portas a todo instante. Então, para ficar de olho e não perder as contas, a Ag. Fight lista os 15 maiores desafetos do falastrão - Reprodução
Claro, o número um da lista é o brasileiro José Aldo, seu próximo adversário e com quem vem trocando encaradas, provocações e momentos de tensão nos últimos meses. A disputa, válida pela unificação dos títulos dos pesos-penas (66 kg) está marcada para o dia 12 de dezembro - Divulgação
Chad Mendes foi nocauteado nas suas últimas duas lutas - Erik Engelhart
Donald Cerrone vai enfrentar Patrick Côté no UFC Fight Night 89 - Diego Ribas
Rafael dos Anjos é o campeão dos pesos-leves (70 kg) do UFC - Diego Ribas
Frankie Edgar, peso-pena (66 kg) do UFC: "Péssimas notícias mais uma vez. RIP Ryan Jimmo. Minhas condolências à sua família" - Divulgação
Dustin Poirier - Essa mão esquerda é algo sério
Altos e baixos: Se Vitor foi o primeiro de sua geração a chegar ao topo do esporte, ele também foi o primeiro a sofrer com o excesso de fama. Ainda jovem, Vitor errou diversas vezes em seus treinos para lutas, exagerou no ganho de peso e acumulou derrotas em momentos cruciais de sua carreria, o que chegou a lhe custar a confiança dos fãs quanto ao seu preparo psicológico. No entanto, isso serviu como pano de fundo para uma carreira recheada de altos e baixos que, anos mais tarde, agora pode servir de inspiração e análise para os novos talentos do esporte, tanto em sua parte positiva como nos aspectos negativos - Diego Ribas
Com seis vitórias seguidas no UFC, Fabrício Werdum foi escalado para defender pela primeira vez seu cinturão logo no Brasil e diante de um um estádio de futebol com mais de 45 mil torcedores. Talvez pela grandiosidade do momento, o gaúcho foi com tudo antes da hora e acabou nocauteado no primeiro round do show de número 198, logo na última luta da noite. E, desta forma, ele termina por encabeçar a lista dos dez desastres já assistidos por fãs brasileiros em main events do UFC no País. Confira a lista... - Diego Ribas
Diego Brandão foi demitido do UFC após confusão em boate -Diego Ribas
Urijah Faber liderou nova temporada do reality show TUF ao lado de Conor e, como esperado, traçou momentos de tensão com o falador (antes mesmo do programa começar) – Reprodução site UFC
TJ Dillashaw perdeu o cinturão do UFC no início deste ano - Reprodução
Cody 'No Love' é membro da equipe Team Apha Male. Invicto, o rapazote terá a dura missão de, em Las Vegas, tentar acabar com a invencibilidade de Thominhas Almeida, produto da Chute Boxe SP e grande aposta do MMA brasileiro para 2016 - Reprodução/ site UFC
André Pederneiras aposta em uma possibilidade para Barão- Diego Ribas
Divulgação/UFC
Floyd Mayweather é um dos maiores nomes da história do boxe. Invicto após 49 combates, o americano acabou por misturar seus últimos anos no esporte com polêmicas com astros do MMA. E olha que a lista é grande... - Rigel Salazar

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *