Covington usa videogame para novamente atacar Woodley

Desde a sua atuação no UFC São Paulo, ocorrido em outubro passado, quando derrotou Demian Maia e criou inimizade com os brasileiros, Colby Covington tem usado o ‘trash talk’ para construir o seu caminho até o topo da divisão dos meio-médios (77 kg). Entretanto, agora o atual número três do ranking oficial tem focado os seus ataques no campeão da categoria, Tyron Woodley.

Na sua mais recente provocação, o ‘Caos’ aproveitou o lançamento do novo jogo de videogame do UFC para dizer, em seu Instagram, que os pontos fortes de Woodley são “chorar, fingir lesões e entediar os fãs até a morte”. O americano publicou uma montagem do jogo e ainda complementou que as fraquezas do atual campeão são “Colby Covington, atuar e dizer a verdade” (veja abaixo ou clique aqui).

Na publicação, o meio-médio ainda faz referência ao apelido que o próprio deu a Woodley: ‘Tyquil’ – uma referência do nome do atleta com um remédio para dormir. Covington ainda colocou na montagem que as técnicas de queda do atual campeão “são uma m***”. Na legenda, o americano escreveu: “Ouvi dizer que se vocês escolherem Tyquil no novo jogo UFC 3, você passa um ano descobrindo diferentes formas de fugir das lutas e fazer da divisão uma piada. Está no jogo”.

Profissional desde 2012, o americano sustenta um cartel quase impecável. Isso porque Covington tem apenas uma derrota em sua carreira, quando foi finalizado pelo brasileiro Warlley Alves em 2015. O atleta deixou o cage com o braço levantado em 12 oportunidades.

Um vídeo publicado por ufc (@ufc) em

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *