Conor McGregor garante que acerto com Mayweather está próximo: “Ficarão chocados”

Conor McGregor terá Eddie Alvarez pela frente neste sábado - Diego Ribas

Conor McGregor é o atual campeão dos pesos-leves do UFC – Diego Ribas

Conor McGregor está perto de dar o maior passo de sua carreira. Depois de tomar de assalto o mundo do MMA e conquistar dois cinturões do UFC, o irlandês luta nos bastidores por um acerto para enfrentar Floyd Mayweather nas regras de boxe. E ao que tudo indica, eles estão perto de fecharem um contrato.

Quem garantiu isso foi o próprio Conor McGregor, que esteve em Nova York (EUA) no último final de semana para acompanhar uma noitada de boxe. E em entrevista ao canal IFL TV, o irlandês deixou claro que está confiante não apenas sobre a realização do confronto, mas também da vitória.

“Dane-se o Floyd. Acredite em mim, todos esses caras do boxe não sabem o que eles vão ver quando eu entrar lá. Eu sou imprevisível. Ninguém sabe o que eu posso fazer. Todos tentam me diminuir. Eles ficarão chocados, estou pronto. Estamos muito perto de assinar. […] Mas não vou dizer mais nada sobre isso”, declarou.

O acerto, especulado para junho deste ano, pode ser realizado em setembro, data em que Mayweather costumava se apresentar em Las Vegas antes de sua aposentadoria. Dono de um cartel invicto em 49 apresentações no boxe, o veterano baterá, em caso de vitória, o recorde de Rocky Marciano ao acumular 50 triunfos seguidos.

Conor McGregor fala muito, e vende bem. Mas, ao mesmo tempo em que se torna um produtivo atrativo para o UFC, o lutador coleciona rivais e desafetos em uma velocidade alucinante. Aos 26 anos, o irlandês, que parece sempre jogar no limite, fecha e abre portas a todo instante. Então, para ficar de olho e não perder as contas, a Ag. Fight lista os 15 maiores desafetos do falastrão - Reprodução
Claro, o número um da lista é o brasileiro José Aldo, seu próximo adversário e com quem vem trocando encaradas, provocações e momentos de tensão nos últimos meses. A disputa, válida pela unificação dos títulos dos pesos-penas (66 kg) está marcada para o dia 12 de dezembro - Divulgação
Chad Mendes foi nocauteado nas suas últimas duas lutas - Erik Engelhart
Donald Cerrone vai enfrentar Patrick Côté no UFC Fight Night 89 - Diego Ribas
Rafael dos Anjos é o campeão dos pesos-leves (70 kg) do UFC - Diego Ribas
Frankie Edgar, peso-pena (66 kg) do UFC: "Péssimas notícias mais uma vez. RIP Ryan Jimmo. Minhas condolências à sua família" - Divulgação
Dustin Poirier - Essa mão esquerda é algo sério
Altos e baixos: Se Vitor foi o primeiro de sua geração a chegar ao topo do esporte, ele também foi o primeiro a sofrer com o excesso de fama. Ainda jovem, Vitor errou diversas vezes em seus treinos para lutas, exagerou no ganho de peso e acumulou derrotas em momentos cruciais de sua carreria, o que chegou a lhe custar a confiança dos fãs quanto ao seu preparo psicológico. No entanto, isso serviu como pano de fundo para uma carreira recheada de altos e baixos que, anos mais tarde, agora pode servir de inspiração e análise para os novos talentos do esporte, tanto em sua parte positiva como nos aspectos negativos - Diego Ribas
Com seis vitórias seguidas no UFC, Fabrício Werdum foi escalado para defender pela primeira vez seu cinturão logo no Brasil e diante de um um estádio de futebol com mais de 45 mil torcedores. Talvez pela grandiosidade do momento, o gaúcho foi com tudo antes da hora e acabou nocauteado no primeiro round do show de número 198, logo na última luta da noite. E, desta forma, ele termina por encabeçar a lista dos dez desastres já assistidos por fãs brasileiros em main events do UFC no País. Confira a lista... - Diego Ribas
Diego Brandão foi demitido do UFC após confusão em boate -Diego Ribas
Urijah Faber liderou nova temporada do reality show TUF ao lado de Conor e, como esperado, traçou momentos de tensão com o falador (antes mesmo do programa começar) – Reprodução site UFC
TJ Dillashaw perdeu o cinturão do UFC no início deste ano - Reprodução
Cody 'No Love' é membro da equipe Team Apha Male. Invicto, o rapazote terá a dura missão de, em Las Vegas, tentar acabar com a invencibilidade de Thominhas Almeida, produto da Chute Boxe SP e grande aposta do MMA brasileiro para 2016 - Reprodução/ site UFC
André Pederneiras aposta em uma possibilidade para Barão- Diego Ribas
Divulgação/UFC
Floyd Mayweather é um dos maiores nomes da história do boxe. Invicto após 49 combates, o americano acabou por misturar seus últimos anos no esporte com polêmicas com astros do MMA. E olha que a lista é grande... - Rigel Salazar

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *