Comissão da Califórnia aprova mudanças em pesagem e criação de novas categorias

Johny Hendricks é um dos atletas que tem dificuldades para bater o peso – Diego Ribas

A Comissão Atlética do Estado da Califórnia (CSAC, na sigla em inglês) aprovou nessa terça-feira (16) mudanças significativas no método de pesagem para eventos de MMA, além de aprovar a criação de outras quatro categorias. A intenção é dar mais proteção aos atletas que correm riscos ao cortarem peso drasticamente para competir em divisões mais baixas.

O órgão elaborou uma lista com dez itens que devem ser mudados com o tempo. Entre as principais alterações está a criação de quatro novas categorias: 165 libras (74,8 kg), 175 libras (79,4 kg), 195 libras (88,5 kg) e 225 libras (102,1 kg). Além disso, a multa para os atletas que não baterem o peso por mais de uma vez promete ficar mais salgada.

Por fim, uma pesagem extra no dia do evento deve ser implementada para se ter certeza de que os atletas não exageraram no corte de peso. Qualquer lutador que recuperar mais do que 10% do seu peso corporal pode ser convidado a subir de categoria.

As medidas tomadas tiveram o apoio de grandes eventos de MMA, como o UFC, o Bellator e o Invicta FC, e já poderão entrar em vigor a partir do dia 15 de junho. Mesmo assim, os eventos terão tempo para adotar as novas regras, sem a obrigatoriedade de já darem início ao processo.

Ou seja, o UFC 214, marcado para o dia 29 de Julho, em Anaheim (Califórnia), ainda poderá ter os moldes antigos. Confira abaixo os dez itens elaborados pela CSAC:

1 – Solicitar aos lutadores de MMA que escolham a divisão mais baixa para competir e fazer questionamentos sobre o corte de peso e desidratação a se fazer antes das lutas. A divisão escolhida deve ser aprovada por um médico;

2 – O competidor que falhar na pesagem é multado em 20% de sua bolsa, com 10% indo para a comissão e 10% para o oponente, além de uma multa de 20% do bônus de vitória do competidor, com todo o dinheiro indo para o oponente;

3 – Quatro classes de peso adicionais – 165 libras (74,8kg), 175 libras (79,4 kg), 195 libras (88,5 kg) e 225 libras (102,1 kg) – para dar aos atletas mais opções;

4 – Mudanças na política de como as lutas são aprovadas, com ênfase na categoria de peso apropriada;

5 – Restrição de categoria de peso para lutadores que falharem na pesagem mais de uma vez. Esse lutadores podem ser obrigados a competir em categorias mais altas até um médico certificar que está apropriado a retornar e a comissão aprovar;

6 – Continuidade no precedimento de pesagem mais cedo para permitir aos lutadores o máximo de tempo para se reidratar;

7 – Uma segunda verificação de peso no dia do evento para garantir que o lutador não tenha recuperado mais de 10% dos seu peso corporal. Atletas que ganharam muito peso podem ser obrigados a subir de categoria;

8 – Chegagem de desidratação por gravidade específica de urina e/ou física por médicos da Comissão;

9 – Uma recomendação de checagem 30 dias e 10 dias para “grandes lutas por título”, similar ao feito pela WBC em lutas de boxe;

10 – Exames e educação para matchmakers, promotores, treinadores e atletas sobre oferecer, aceitar e assinar contratos para lutas.

Mais uma pesagem foi para a conta! Nesta sexta-feira (10), os atletas que entram em ação no UFC Polônia subiram à balança e oficializaram seus combates. Protagonistas do evento, Gabriel 'Napão' e Mirko 'Cro Cop' demonstraram frieza na hora do olho no olho e, em meio a boas encaradas, apenas uma atleta não conseguiu atingir o peso: Izabela Badurek, que usou uma lingerie sensual, ficou 1kg acima do limite de 52kg da categoria peso-palha feminino. Confira tudo o que aconteceu nas próximas imagens:
Pesos-pesados, Gabriel 'Napão' e Mirko 'Cro Cop' fazem revanche de luta vencida pelo brasileiro em 2007
Napão pesou 115,6kg
Mirko 'Cro Cop' possui 41 anos e é uma das lendas do MMA - Reprodução
Jimi Manuwa e Jan Blachowitz fazem a segunda luta principal do evento
Ligeiramente mais pesado, Manuwa bateu 93,4 kg
Blachowitz cravou 92,68 kg
Os meio-médios (77kg) Pawel Pawlak e Sheldon Westcott medem forças na terceira luta principal
Pawel Pawlak bateu 76,6 kg
Sheldon Westcott também pesou 76,6 kg
As peso-palha (52kg) Joanne Calderwood e Maryna Moroz fizeram uma encarada intensa
Joanne Calderwood marcou 52,1 kg na balança
Maryna Moroz pesou o mesmo que a adversária: 52,1 kg
Os meio-médios (77kg) Seth Baczynski (77,1 kg) e Leon Edwards (77,1 kg) colaram os rostos na hora da encarada
Já os médios (84kg) Garreth McLellan (83,4 kg) e Bartosz Fabinski (83,4 kg) preferiram manter a distância
Serginho Moraes (77,5 kg) só aproximou o punho de Mickael Lebout (76,6 kg)
Serginho Moraes vem de quatro vitórias e um empate no UFC - Reprodução
Yaotzin Meza (65,9 kg) encara Damian Stasiak (65,7 kg)
Os pesos-pesados (120kg) Daniel Omielanczuk (110,2 kg) e Anthony Hamilton (117,4 kg) fizeram encarada intensa
Aleksandra Albu (51,9 kg) e Izabela Badurek (53 kg) se encararam de longe
Marcin Bandel (69,8 kg) enfrenta Steven Ray (70,3 kg)
Rocky Lee (65,3 kg) vs Taylor Lapilus (65,7 kg)

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *