Bomba! Amanda Nunes passa mal e está fora do UFC 213

 

Amanda Nunes e Valentina Shevchenko não farão a aguardada revanche – Diego Ribas

Uma grande bomba caiu no mundo do MMA neste sábado (8). Horas antes do UFC 213 ser realizado, a campeã Amanda Nunes foi retirada do card após passar mal e ser hospitalizada nesta manhã. Apesar das poucas informações sobre o ocorrido, a peso-galo (61 kg) teria sofrido com o processo de corte de peso e sido impedida de competir.

Sem conseguir recuperar o peso da maneira correta após a pesagem oficial, a atleta, que sentia perda de força ao longo da semana, se sentiu fraca nesta manhã, conversou com os médicos e, após alguns exames, foi orientada a deixar o evento. O primeiro site a publicar a notícia nos EUA foi o FloCombat.com, e as informações foram confirmadas pela reportagem da Ag. Fight com fontes próximas ao evento.

Dona do cinturão, Amanda herdou a vaga do main event após Cody Garbrandt, campeão dos galos, ser cortado do duelo contra TJ Dillashaw após não se recuperar de uma lesão nas costas. E com a retirada da luta entre Amanda e Valentina Shevchenko, caberá agora a Yoel Romero e Robert Whittaker lideraram o show no ginásio T-Mobile Arena, em Las Vegas (EUA).

A disputa vale o cinturão interino dos pesos-médios (84 kg), e ao vencedor caberá o direito de encarar Michael Bisping em duelo pela unificação dos postos de campeão do UFC. Com a mudança, o UFC alterou seu horário de início para às 20h (horário de Brasília).

Através de sua conta no Instagram, Dana White, presidente do UFC, confirmou que a brasileira está fora e revelou que Joanna Jedrzejczyk implorou para substituir Amanda e encarar Valentina, atleta que a venceu em três oportunidades no muay thai. No entanto, vale lembrar que a Comissão Atlética de Nevada não poderia chancelar tal de última hora sem que os requisitos exigidos como pesagem e testes antidoping ao longo da semana tivessem sido realizados.

Um vídeo publicado por ufc (@ufc) em

Confira o comunicado oficial do UFC:

“Devido a uma enfermidade, a campeã peso-galo do UFC Amanda Nunes foi forçada a deixar o duelo contra Valentina Shevchenko no UFC 213. O UFC 213, que agora será liderado pela disputa pelo título interino do peso-médio entre Yoel Romero e Robert Whittaker, seguirá como programado com 11 lutas na T-Mobile Arena em Las Vegas. O confronto dos pesos-galo Rob Font e Douglas da Silva Andrade foi promovido ao card principal. Com a remoção da luta entre Nunes e Shevchenko, os fãs poderão requisitar a devolução dos ingressos para o evento no local de compra”

Realizado nesta sexta-feira (7) em Las Vegas (EUA), o TUF Finale 25 contou com alguns duelos de tirar o fôlego. A começar pela atração principal da noite, que levantou a plateia no ginásio T-Mobile Arena e coroou o estreante Justin Gaethje, que nocauteou Michael Johnson - Rigel Salazar
Depois de alternar bons e maus momentos no combate, o ex-campeão do WSOF nocauteou o rival ao seu estilo, após sobreviver a um forte castigo no octógono. Isso, claro, deixou a torcida em estado de êxtase - Rigel Salazar
Por fim, o novo atleta do UFC desafiou quem quer que apareça em seu caminho: "Quem é o próximo?" - Rigel Salazar
A 25ª edição do TUF contou comum final interessante. E quem levou a melhor foi o americano Jesse Taylor, que finalizou Dhiego Lima no 2º assalto com um mata-leão - Rigel Salazar
Ao melhor estilo Demian Maia, o americano derrubou, pegou as costas e finalizou após dominar por completo a disputa - Rigel Salazar
Ao ser anunciado como vencedor do TUF, Jesse não escondeu a emoção - Rigel Salazar
Como prêmio, além do contrato com o UFC, ele levou para casa 290 mil dólares (Cerca de R$ 950 mil) - Rigel Salazar
Drakkar Klose venceu Marc Diakiese por decisão dividida - Rigel Salazar
Drakkar Klose venceu Marc Diakiese por decisão dividida - Rigel Salazar
Jared Cannonier nocauteou Nick Roehrick no 3º round - Rigel Salazar
Jared Cannonier nocauteou Nick Roehrick no 3º round - Rigel Salazar
Brad Tavares venceu Elias Theodorou por decisão unânime - Rigel Salazar
Brad Tavares venceu Elias Theodorou por decisão unânime - Rigel Salazar
Jordan Johnson venceu o brasileiro Marcel ‘Mãozinha’ Fortuna por decisão unânime após três rounds monótonos - Rigel Salazar
Melhor em pé, o americano impôs seu estilo e impediu qualquer chance do rival - Rigel Salazar
Especialista em jiu-jitsu, Marcel Fortuna preferiu lutar em pé - Rigel Salazar
Angela Hill venceu Ashley Yoder por decisão unânime - Rigel Salazar
Angela Hill venceu Ashley Yoder por decisão unânime - Rigel Salazar
James Krause venceu Tom Gallicchio por decisão unânime - Rigel Salazar
James Krause venceu Tom Gallicchio por decisão unânime - Rigel Salazar
C.B. Dollaway venceu Ed Herman por decisão unânime - Rigel Salazar
Tecia Torres finalizou Juliana ‘Ju Thai’ Lima no 2º round em duelo que garantiu e primeira derrota brasileira na noite - Rigel Salazar
Estratégica, Tecia caminhou para frente, encurtou a distância e anulou o muay thai da peso-palha (52 kg) mineira - Rigel Salazar
Depois de dominar o primeiro round, Tecia não deu chances à rival na segunda etapa - Rigel Salazar
Com um justo mata-leão, ela obrigou a brasileira a dar os três tapinhas - Rigel Salazar
Gray Maynard venceu Teruto Ishihara por decisão unânime - Rigel Salazar
Gray Maynard venceu Teruto Ishihara por decisão unânime - Rigel Salazar

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *