Após corte do UFC 213, Amanda Nunes não recebe salário e é vetada de fazer lutas principais

Dana White desabafou sobre o cancelamento da luta principal do UFC 213 – Rigel Salazar

Amanda Nunes foi retirada do card do UFC 213 horas antes do evento ser realizado neste sábado (8), cenário que não apenas movimentou o noticiário do mundo das lutas como pareceu tirar Dana White, presidente do UFC, do sério. Tanto que ele deu sua versão nada satisfatória pessoalmente para os jornalistas logo após o final do card.

Parecendo não entender o ocorrido, o cartola garantiu que sua equipe médica liberou a atleta para competir e que ela, mesmo assim, optou por não entrar no octógono. Justamente por isso, Dana revelou que não existe caso parecido na história do UFC que poss ser comparado com o que se passou com a brasileira.

“Então, depois da pesagem, em que ela bateu o peso, ela estava indo para a cerimônia (pesagem aberta ao público) e recebi uma ligação dizendo que Amanda não estava bem. Ela foi para o médico e ele disse que ela estava bem. De manhã, ouvi que ela não estava bem de novo. e que provavelmente não iria lutar. Os médicos liberaram, mas ela disse que não se sentia bem”, narrou em ordem cronológica em discurso abatido.

Com a mudança, o duelo deixou o card, o que garantiu a “promoção” de Yoel Romero e Robert Whitakker para atração principal da noite. Pela dor de cabeça, Amanda não recebeu nenhuma parte de sua bolsa, enquanto que a rival Valentina Shevchenko voltou para casa com 70 mil dólares (cerca de R$ 235 mil) mesmo sem ter competido.

“Não podemos fazer ninguém lutar. Ela disse que não se sentia bem, que não estava bem. Acho que e 90% mental e 10% físico, talvez. Vários lutadores passam por isso e vários que estão doentes… Temos situações de maníacos como Cerrone que me ligou duas semanas atrás com uma infecção no joelho […] Nunca tivemos algo como o de hoje, com alguém fisicamente liberado para lutar”, pontou, antes  de prometer que a revanche não será main event de nenhuma futura edição do show.

Realizado neste sábado (8) em Las Vegas (EUA), o card do UFC 213 contou com duelos que mudaram a dinâmica de algumas categorias. Como grande atração, coube a Robert Whittaker roubar a cena ao se tornar o campeão interino dos pesos-médios (84 kg) - Rigel Salazar
No entanto, nada foi fácil. Yoel Romero começou melhor e impôs seu domínio físico nos dois primeiros rounds, quando garantiu vantagem territorial e conectou os melhores golpes - Rigel Salazar
Mesmo assim, aos poucos o jogo foi mudando de figura e o rendimento do cubano diminuiu... - Rigel Salazar
Melhor em pé, o atleta da Nova Zelândia passou a conectar os melhores golpes a partir do 3º round - Rigel Salazar
E, ao final de cinco rounds, Robert fez por merecer a vitória por decisão unânime dos jurados e o cinturão interino dos médios - Rigel Salazar
Co-main event da noite, Alistair Overeem venceu por decisão majoritária após duelar pela terceira vez com Fabrício Werdum... - Rigel Salazar
Melhor segundo round e quase nocauteado no terceiro, o holandês contou com a visão dos jurados, que o apontaram como melhor na etapa inicial, a mais equilibrada do duelo - Rigel Salazar
Por sua vez, Werdum pareceu inconformado com o resultado e contou com o apoio da torcida, que vaiou o vencedor durante seu discurso - Rigel Salazar
Com o triunfo, Overeem se aproxima de uma chance pelo cinturão - Rigel Salazar
Curtis Blaydes venceu Daniel Omielańczuk por decisão unânime - Rigel Salazar
Curtis Blaydes venceu Daniel Omielańczuk por decisão unânime - Rigel Salazar
Anthony Pettis venceu Jim Miller por decisão unânime - Rigel Salazar
Ex-campeão dos leves (70 k), Pettis retornou à sua divisão após passagem frustrada pelos pesos-penas - Rigel Salazar
Melhor em pé, 'Showtime' voltou a mostrar alguns de seus melhores movimentos no cage - Rigel Salazar
Será que ele consegue voltar ao topo do MMA? - Rigel Salazar
Rob Font finalizou Douglas Silva de Andrade no 2º round - Rigel Salazar
Rob Font finalizou Douglas Silva de Andrade no 2º round - Rigel Salazar
Oleksiy Oliynyk finalizou Travis Browne no 2º round - Rigel Salazar
Oleksiy Oliynyk finalizou Travis Browne no 2º round - Rigel Salazar
Chad Laprise nocauteou Brian Camozzi no 3º round - Rigel Salazar
Thiago ‘Marreta’ Santos nocauteou Gerald Meerschaert no 2º round - Rigel Salazar
Thiago ‘Marreta’ Santos nocauteou Gerald Meerschaert no 2º round - Rigel Salazar
Thiago ‘Marreta’ Santos nocauteou Gerald Meerschaert no 2º round - Rigel Salazar
Belal Muhammad venceu Jordan Mein por decisão unânime - Rigel Salazar
Belal Muhammad venceu Jordan Mein por decisão unânime - Rigel Salazar
Cody Stamann venceu Terrion Ware por decisão unânime - Rigel Salazar
Cody Stamann venceu Terrion Ware por decisão unânime - Rigel Salazar
Trevin Giles nocauteou James Bochnovic no 2º round - Rigel Salazar
Trevin Giles nocauteou James Bochnovic no 2º round - Rigel Salazar

11 comentáriosDeixar comentário

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *