Americano revela que “falta de conhecimento” de juízes o fez mudar de estilo

Aljamain Sterling (dir.) se recuperou de duas derrotas seguidas – Reprodução

Um dos atletas mais promissores da divisão dos galos (61 kg), Aljamain Sterling viveu momentos de incertezas nos últimos tempos ao engatar duas derrotas seguidas no maior torneio de MMA do mundo. Acontece que o americano voltou a vencer no último sábado, quando bateu Augusto ‘Tanquinho’ por decisão unânime dos juízes laterais. E, segundo ele, uma mudança na forma como se comportar no cage foi o principal aspecto que o levou ao triunfo.

De acordo com o que Sterling disse a repórteres após o UFC on Fox 24, suas derrotas para Bryan Caraway e Raphael Assunção apenas vieram em virtude do “pouco conhecimento” dos juízes laterais. O americano ainda acusou alguns árbitros de não serem capacitados para avaliar lutas de MMA.

“Percebo que os juízes não entendem o que aqueles chutes fazem. Então eu joguei muito menos chutes do que eu costumo fazer e tive que mudar o meu estilo de luta para o que os juízes entendem por causa da pouca experiência e falta de conhecimento do esporte, e o que chutes no corpo podem fazer”, afirmou o atleta de 27 anos.

“As pessoas podem dizer que isso é desrespeitoso. Eu não dou a mínimo. Se você não sabe que porcaria é o MMA, por que você é um juiz? Agora eu tive que adaptar o meu estilo porque você não é esperto o suficiente para compreender o que de fato está acontecendo no octógono”, completou.

Na visão de Sterling, se ele tivesse movimentado mais os braços e conseguido acertar mais socos do que chutes na luta contra Raphael Assunção, em janeiro, ele teria deixado o octógono com o triunfo. Na ocasião, o brasileiro levou a melhor por decisão dividida.

“Eu joguei muito mais socos (contra o Tanquinho). E acho que se eu tivesse feito um pouco mais disso contra o Assunção, seria mais fácil para os juízes entenderem quem de fato venceu a luta”, concluiu.

Com a vitória do último sábado, Aljamain Sterling agora detém um cartel com 13 triunfos e duas derrotas em 15 lutas como profissional de MMA.

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *